Nem “cringe” nem Geração Z, o futuro pertence à Geração C

“Cringe” que, na verdade, significa a nossa boa e velha “vergonha alheia” foi a palavra do momento nas redes sociais.Foi a partir do post da influenciadora Tchulim que as conversas começaram a pipocar. O que evidenciava as conversas era um conflito de gerações: aparentemente, para pessoas da Geração Z, hábitos típicos da Geração Millenium, ou seja, pessoas nascidas entre 1981 eContinuar lendo “Nem “cringe” nem Geração Z, o futuro pertence à Geração C”

Quem tem medo da geração Z?

Há uma certa parcela de adultos que saiu da maternidade praticamente com um smartphone na mão. A chamada geração Z, inegavelmente, vem mudando o jogo na comunicação. Mas quem tem medo desse público? Se pensarmos do ponto de vista da criatividade, a resposta é simples: quem não está pronto para se adaptar.Basta dar uma voltaContinuar lendo “Quem tem medo da geração Z?”